Manoel Dias

Manoel Dias

Não dá pra contar a história do PDT sem contar a de um dos seus mais importantes personagens: Manoel Dias.

O “Maneca”, como é carinhosamente chamado pelos amigos e companheiros do partido, entregou-se com afinco e paixão militante a cada um desses anos que agora perfazem trinta. Por conta disto, construiu uma trajetória de credibilidade e respeito que alcança não só cada recanto do País como também várias organizações políticas pelo mundo. Basta ver que, recentemente, Manoel costurou um grande acordo entre o PDT e a República da China.

E se esta celebração dos trinta anos do partido é motivo de orgulho para todos, é também unânime o reconhecimento de cada um de nós, pedetistas, ao protagonismo que Manoel Dias exerce, cotidianamente, na lida partidária para que chegássemos a este momento com a certeza de que nunca arredamos nem um milímetro dos princípios que originaram o nosso partido.

Seguidor de João Goulart, companheiro fiel de Leonel Brizola, discípulo e amigo de Doutel de Andrade, Maneca foi forjado em uma geração heroica de trabalhistas que deu alicerces ao pensamento pedetista até os dias de hoje.

Manoel Dias foi líder estudantil até começar a disputar eleições. Teve por duas vezes seu mandato tomado: a primeira em 1964, quando foi vereador seu nome já constava da primeira listagem de cassações com base no Ato Institucional nº 1 (AI 1) e, em 1969, exercendo o mandato de deputado estadual na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, foi novamente cassado, desta vez pelo AI5. Teve seus direitos políticos cassados por dez anos.

A partir daí, Manoel tem se dedicado de modo incansável à construção partidária. À frente da Fundação Leonel Brizola-Alberto Pasqualini, idealizou a Universidade Aberta Leonel Brizola que, por meio de sua TV – via satélite ou pela internet – educa e promove a formação política de centenas de pessoas em todo o Brasil.

Outra preocupação de Maneca é a organização partidária, na função de secretário geral do PDT ele percorre, com disposição, todos os recantos do País, semeando os ideais trabalhistas.

Mas a menina dos olhos são os Núcleos de Base, célula de organização da daqueles que se identificam com o PDT.

Santa Catarina não poderia estar melhor representada na política do que com Manoel Dias. Lá, ele exerce a função de presidente regional do partido. No restante do Brasil, ele é o nosso mais jovem e entusiasmado militante.

E em cada discurso, quando se fala dos rumos do País, é possível encontrar o mesmo brilho no olhar dos tempos de grêmio estudantil.